Entre sem se perder...

terça-feira, 13 de agosto de 2013

domingo, 11 de agosto de 2013

O Martelo

( Homenagem a inegável coragem de ensinar da Professora Neiva Farina)


Quem és tu mulher?
Que fala o que pensa;
que expressa o que sente;
que ousa ensinar e
que pratica mancias?

Santo ofício é o nosso!

Quem és mulher insurreta?
A própria escola;
o aprendizado oculto;
a doutrina secreta,
ou o próprio princípio?

Como ousas inquirir nossos filhos?

Quem és fêmea subversiva?
Que adora plantas e animais,
que não reverencia o nosso Deus.
Quem és canhota, sinistra,
esquerda, criatura vermelha? 

Condeno-a a censura inapelável;
Condeno-a a privação dos sacramentos;
Condeno-a a excomunhão eterna.

Pare de nos torturar mulher e confesse;
porque do teu corpo
não sobrarão os dentes.

Como podem te tomar por santa,
se propagas a nudez
e a queda dos véus?

Deita-te sobre o nosso braço secular
e repousa tuas ideias
na fogueira dos hereges.

Queimem-na por tomar banho,
por pronunciar tais palavras,
e por além de afronta,
pretender fazer escola.

Junto ao teu corpo pecador
destruam este livro maldito.
Condenem o autor, o editor,
os leitores.

Derradeiro, condenem sem dó,
todos os seus aprendizes,
para que ninguém mais
 siga sabendo.